Leandro Diehl

Administrador da página e o geek do grupo. Endocrinologista, docente e pesquisador na área de games e educação médica.

Overdiagnosis: Ultrassom de tireoide para todo mundo?

Overdiagnosis: Ultrassom de tireoide para todo mundo?

11 minutos    Hoje vou compartilhar com vocês uma história que eu ouvi muitas vezes, quando eu ainda fazia consultório de Endocrinologia. Uma mulher jovem, na casa dos seus trinta e poucos anos, vendendo saúde, assintomática, resolve ir ao seu clínico geral (ou ginecologista, ou cardiologista) para um “check-up”. Apesar de tudo parecer bem, o médico pede vários exames. Glicemia, colesterol, função renal, TSH, o preventivo de colo de útero – e um ultrassom de tireoide. No ultrassom, aparece um pequeno nódulo tireoidiano. Continue lendo

Sobre rock, tempo perdido e raciocínio clínico

Sobre rock, tempo perdido e raciocínio clínico

9 minutos Sou um grande fã de rock clássico. A minha banda favorita, de todos os tempos, foi fundada na Inglaterra, nos anos 60, por quatro músicos. Não, não são os Beatles! Estou falando do Pink Floyd. A música deles é fantástica. Os shows eram incríveis! Mas devo confessar: o que eu mais gosto no Pink Floyd são as letras das canções. Uma delas, em particular, sempre me faz parar para pensar. Estou fazendo o que eu queria da minha vida? Estou usando bem Continue lendo

Salvo por uma pergunta

Salvo por uma pergunta

6 minutos Nas últimas semanas, a Folha de Londrina e a Gazeta do Povo publicaram reportagens sobre a nossa Cartilha para Pacientes, que traz 5 dicas práticas para os pacientes ajudarem seus médicos. Mas será que essas orientações funcionam mesmo?… Abaixo, contamos uma história verídica para ilustrar o efeito de uma dessas 5 dicas:  * O nome e idade deste paciente foram alterados para não permitir sua identificação.

7 estratégias antivieses para não errar diagnósticos

7 estratégias antivieses para não errar diagnósticos

10 minutos Você sabia que 95% das nossas decisões são inconscientes? No dia a dia, a imensa maioria das nossas decisões é tomada usando heurísticas (“atalhos” de pensamento), que predispõem a vieses (disposições “programadas” para responder a estímulos de maneiras predeterminadas). Não à toa, os vieses são a maior fonte de erros diagnósticos. Felizmente, existem maneiras de atenuar o impacto dos vieses no nosso raciocínio diagnóstico e aumentar a segurança diagnóstica: são as estratégias antivieses.   O que são estratégias antivieses? Qualquer processo desenhado Continue lendo