Home

Relação médico-paciente: o “médico autoritário” e o “paciente difícil”

Relação médico-paciente: o “médico autoritário” e o “paciente difícil”

7 minutos A boa relação médico-paciente não aparece do nada, por acaso. Ela é construída por bons profissionais, que procuram sempre expandir sua visão e conhecer melhor o ser humano enfermo. No post de hoje, vamos diferenciar autoridade de autoritarismo, compreender melhor as percepções e medos dos pacientes, e entender o que é necessário para conseguir estabelecer uma relação de autêntica parceria com o doente.   Autoridade x autoritarismo O autoritarismo médico, diferente da autoridade, é um modo de agir que impõe as opiniões Continue lendo

Resposta do Caso Clínico Interativo #03

Resposta do Caso Clínico Interativo #03

12 minutos Tivemos 51 respostas enviadas por leitores do blog para o nosso Caso Clínico Interativo #03, publicado na semana passada! As principais hipóteses diagnósticas enviadas pelos nossos leitores foram as seguintes: Confira abaixo o diagnóstico final do Caso Clínico Interativo #03, e os comentários sobre o caso!   Resposta do Caso No começo da internação, foram colhidas diversas sorologias (hepatite B e C, HIV, sífilis, herpes, mononucleose, citomegalovirose, toxoplasmose), que resultaram todas negativas. Devido à hepatomegalia e à alteração de transaminases, foram solicitados outros Continue lendo

Faça o diagnóstico! Caso Clínico Interativo #03

Faça o diagnóstico! Caso Clínico Interativo #03

3 minutos Você é bom de diagnóstico? Gosta de um desafio? Então esta é a sua chance! Leia o nosso Caso Clínico Interativo #03. Formule as suas hipóteses, pense como você gostaria de investigar este caso, e mande suas ideias para a gente no questionário que está logo abaixo! * Caso enviado pelo Dr. Luiz Jorge Moreira Neto, de Maringá/PR.   Caso Clínico Interativo #03 Um homem de 68 anos, trabalhador rural, procurou o infectologista por estar há cinco dias com febre de até 38ºC, Continue lendo

Anamnese focada: use com moderação

Anamnese focada: use com moderação

6 minutos Temos visto muitos alunos e médicos recém-formados falando que é importante fazer uma anamnese focada, a fim de otimizar o tempo e ter mais clareza no processo, já que os pacientes podem dizer coisas desnecessárias e confundir as coisas. Em algumas páginas de Facebook, que tentam ser bem-humoradas (mas que são medíocres), a orientação é essa mesmo: não “perder tempo com o paciente”, e perguntar logo o que é preciso. Prezamos muito a anamnese. Para nós, essa é a parte mais importante Continue lendo

Como ajudar o patologista a ajudar você

Como ajudar o patologista a ajudar você

5 minutos Autor: Dr. Paulo Roberto Grimaldi Oliveira   Chega o paciente ao médico com seus dados pessoais: sexo, idade, antecedentes familiares, doenças pregressas, sinais e sintomas da doença atual. Surge a primeira opinião diagnóstica. São pedidos exames de laboratório e algumas imagens. Depois de alguns dias, nova avaliação e uma segunda opinião, mais robusta porque baseada em mais informações. Em alguns pacientes, a análise conjunta de todos os dados disponíveis acaba levando à suspeita de uma doença mais grave – talvez, de natureza maligna. A biópsia vem por último, quando nada Continue lendo

Incerteza na Medicina 2: E agora, doutor?

Incerteza na Medicina 2: E agora, doutor?

12 minutos A Medicina e a ciência têm resposta para tudo? Estudando Medicina ou atuando como médico, você certamente já deve ter se dado conta que não! Para muitas perguntas, ainda não há resposta definitiva; para outras, as respostas existentes nem sempre são preto no branco, “sim” ou “não”. Imagine que você precisa determinar o prognóstico de um paciente de 75 anos com câncer de próstata, ou de uma mulher de 45 anos com câncer de mama, ou de um jovem vítima de TCE Continue lendo

Currículo oculto: para o bem ou para o mal

Currículo oculto: para o bem ou para o mal

4 minutos As normas e regras não escritas, as relações interpessoais, os códigos informais de conduta e as tradições de uma disciplina, serviço ou curso são o que constitui o currículo oculto.   Explicando melhor: o currículo oculto é tudo aquilo que um curso apresenta ao estudante e que não está escrito mas é observável. Por exemplo: o compromisso dos docentes com horários, a disciplina, a relação com pacientes, estudantes e colegas e, principalmente, a honestidade de propósitos. Todos sabemos que o treinamento em Continue lendo