Dr. Fabrizio Prado

Fabrizio Prado

Sou londrinense, formado pela gloriosa Universidade Estadual de Londrina (UEL), onde também fiz a residência de Clínica Médica. Logo em seguida, parti para a minha grande paixão, que é a Nefrologia.

Três grandes nomes me inspiraram, e inspiram até hoje: Dr. Pedro Gordan, Dr. Altair Mocelin (que, infelizmente, já nos deixou) e Dr. Vinícius Delfino. A prática desses três me marcou e motivou muito, principalmente pela sua dedicação aos pacientes, seu empenho em buscar o diagnóstico, e seu vasto conhecimento médico. Por isso mesmo escolhi a Nefrologia, pois me parecia que era onde eu poderia saber de tudo, uma vez que nessa especialidade lidamos com todo tipo de pacientes e com problemas de diversas áreas.

Desde 2011 sou docente da Nefrologia da UEL, profissão que me realiza muito. É muito empolgante e motivador estar com os alunos e ser responsável pela formação deles. Além disso, trabalhar diariamente com outros colegas muito capacitados é um desafio constante para melhorar e dar o máximo.

Sou também um apaixonado por Educação Médica, humanidades, ética e artes. Levo adiante um projeto de ensino e pesquisa em profissionalismo e identidade profissional, e tenho projetos extracurriculares nas humanidades médicas. Também acabo de iniciar, com colegas de várias áreas, um comitê hospitalar de bioética e cuidados paliativos.

Sou casado e tenho 3 filhos, uma família que me dá muitas alegrias e equilíbrio em minha vida.

Quanto ao raciocínio clínico, esse tenho estudado há quase 10 anos. Através desse estudo, creio que fui capaz de melhorar minhas habilidades, e também pude ajudar os alunos a terem maior interesse e ferramentas para dominarem essa ciência e essa arte.

Percebo que o raciocínio clínico é uma área pouco ensinada, e que muitos médicos a desconhecem. Por isso aceitei a missão de escrever este blog: para te mostrar que há uma estrutura e estratégias de raciocínio clínico que podem ser aprendidas, desenvolvidas e utilizadas com êxito na sua prática. Tudo isso para ajudar você a se tornar um mestre no diagnóstico!