Casos

Caso clínico interativo #6: Uma evolução inesperada

Caso clínico interativo #6: Uma evolução inesperada

1 minuto O caso clínico interativo desta semana foi enviado pelo Dr. Bruno Farnetano, professor de Clínica Médica da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e da UNIFAGOC, em Minas Gerais. Para participar, leia o resumo do caso clínico abaixo, veja as imagens e clique no link para o questionário do Google, mais abaixo, para enviar suas hipóteses diagnósticas. Ao final do questionário do Google, você encontrará um link para acessar a continuação do caso clínico, com o diagnóstico final e os nossos comentários sobre Continue lendo

Caso clínico interativo #05: Pedir ou não pedir, eis a questão

Caso clínico interativo #05: Pedir ou não pedir, eis a questão

2 minutos Na semana passada, falamos sobre exames complementares desnecessários e excessivos, e sobre como eles podem causar desperdício e risco. Nesta semana, queremos propor um exercício diferente para você. Leia o caso clínico abaixo e depois compartilhe sua opinião: você pediria uma colonoscopia neste caso? O link para a continuação do caso, com nossos comentários, está abaixo da enquete. Por favor, responda à pergunta antes de acessar o restante do caso! Participe – e desafie seus colegas para participarem também!       Continue lendo

Resposta do Caso Clínico Interativo #04

Resposta do Caso Clínico Interativo #04

10 minutos Na semana passada, publicamos nosso Caso Clínico Interativo #04, sobre uma mulher de 34 anos com quadro de dor abdominal e febre. Recebemos 97 respostas para esse caso, enviadas por médicos e estudantes de todo o Brasil – e também da Espanha e da República Dominicana! Veja na nuvem de palavras abaixo quais foram as hipóteses mais comuns entre as enviadas por nossos leitores: Abaixo, segue a continuação do caso clínico interativo, com o diagnóstico final e os nossos comentários. Ao final, Continue lendo

Caso clínico interativo #04: Um enigma doloroso

Caso clínico interativo #04: Um enigma doloroso

3 minutos Qual a melhor maneira de aprender a fazer o raciocínio clínico diagnóstico? Lógico que é essencial estudar sobre os processos mentais do raciocínio, as principais causas de erro diagnóstico e as estratégias para errar menos – e é sobre tudo isso que escrevemos neste blog! Mas isso não é suficiente para você se tornar um ótimo diagnosticador. Para isso, você precisa ser competente em todos os três pilares do diagnóstico: coleta de dados, conhecimento biomédico e raciocínio clínico. E nada melhor para Continue lendo

Aprenda a discutir casos com tecnologia: HumanDx

Aprenda a discutir casos com tecnologia: HumanDx

4 minutos Você já imaginou se pudéssemos compartilhar casos clínicos, aos milhares, de todo lugar do mundo? Se existisse uma plataforma para resolver casos, aprender raciocínio clínico e ainda compartilhar casos difíceis com especialistas que pudessem auxiliar na solução? Isso já existe! É o Human Diagnosis Project (HumanDx), um projeto muito legal, que vem bem ao encontro das nossas pretensões aqui no blog: auxiliar estudantes e profissionais a melhorar suas habilidades clínicas diagnósticas. Se você acompanha este blog, já ouviu falar sobre erros diagnósticos Continue lendo

Caso clínico 11: De coração partido

Caso clínico 11: De coração partido

11 minutos Este caso clínico foi enviado pela nossa nova colaboradora, Isabella Patruceli. Conhecendo a síndrome de Takotsubo Chegamos a um desfecho um tanto quanto inusitado. Uma paciente idosa, com múltiplos fatores de risco cardiovascular, com quadro sugestivo de IAM e disfunção cardíaca grave, acabou tendo uma evolução muito boa e teve alta sem muito esforço.  A síndrome de Takotsubo é uma doença rara. Foi descrita pela primeira vez em 1990 por Sato, quando algumas pessoas passaram a ter cardiomiopatia após um evento estressante, Continue lendo

Salvo por uma pergunta

Salvo por uma pergunta

6 minutos Nas últimas semanas, a Folha de Londrina e a Gazeta do Povo publicaram reportagens sobre a nossa Cartilha para Pacientes, que traz 5 dicas práticas para os pacientes ajudarem seus médicos. Mas será que essas orientações funcionam mesmo?… Abaixo, contamos uma história verídica para ilustrar o efeito de uma dessas 5 dicas: O que mais pode ser? O fechamento prematuro é uma das maiores causas de erro diagnóstico. É um viés de raciocínio que consiste em aceitar uma hipótese inicial como sendo verdadeira, Continue lendo