Educação

COVID-19: Diagnóstico clínico e laboratorial

COVID-19: Diagnóstico clínico e laboratorial

2 minutos Nós, do Raciocínio Clínico, geralmente não publicamos textos sobre uma única doença. Preferimos discutir as armadilhas no diagnóstico de alguma síndrome ou o diagnóstico diferencial de algum caso difícil ou ilustrativo. Mas, nesta semana, ninguém fala de outra coisa! Então, vamos tentar dar nossa modesta contribuição ao estudo da doença do momento: a COVID-19, causada pelo novo coronavírus da síndrome respiratória aguda grave 2 (SARS-CoV-2). (É, a nomenclatura correta é essa mesma!) Para isso, convidamos alguém que entende do assunto: nosso amigo Continue lendo

Cuidados paliativos: sempre há o que fazer!

Cuidados paliativos: sempre há o que fazer!

13 minutos Você já ouviu alguma dessas frases? “Ele foi mandado para casa porque não tem mais o que fazer!” “O médico deu três meses de vida, agora é só esperar.” “Ela foi desenganada, já não tem mais jeito.” Infelizmente é comum ouvir esse tipo de comentário, seja da equipe de saúde ou da população em geral. Dois principais fatores geram essas falas: desconhecimento e falta de comunicação. Desconhecimento, pois sempre há o que fazer para um paciente. E falta de comunicação, pois quem Continue lendo

Como aprendi raciocínio clínico da maneira mais difícil possível

Como aprendi raciocínio clínico da maneira mais difícil possível

4 minutos    Sempre fiquei “invocado” como os médicos que eu via trabalhando faziam diagnósticos. Escutavam com paciência o paciente contar sua história, murmurando “hum,hum,hum”…  e alguns já diziam: “é sarampo!” Outros levavam um pouco mais de tempo examinando com cuidado o paciente e terminavam dizendo: “pode levar para o Centro Cirúrgico: é apendicite!” E pior que era. Quando entrei na faculdade de Medicina, logo nos primeiros anos, errei vários diagnósticos de familiares. Mandei uma prima ao gastroenterologista por úlcera péptica e era gravidez. Continue lendo

As 5 maiores dificuldades no raciocínio clínico diagnóstico

As 5 maiores dificuldades no raciocínio clínico diagnóstico

6 minutos    Um grande meio de progredir é identificar suas falhas e dificuldades e buscar meios para superá-las. Na Medicina também! E uma grande dificuldade, que observamos todos os dias nos alunos, está no raciocínio clínico. O que é meio óbvio, já que raciocínio clínico não é fácil. Exige estudo de doenças e síndromes, análise de casos clínicos, experiência real com pacientes e auxílio de professores médicos. São muitas informações para serem processadas ao mesmo tempo! Por isso, o apoio do médico Continue lendo

Lei de Sutton: vá onde a doença está!

Lei de Sutton: vá onde a doença está!

5 minutos   Dia desses, passando visita no hospital universitário, os internos me passaram um caso de um senhor idoso que havia sido internado para investigar uma adenomegalia supraclavicular. Eles estavam preocupados (com razão) com a possibilidade de câncer, mas estavam com muitas dificuldades em decidir que exames pedir primeiro. Ultrassom? Sorologias? Endoscopia e colonoscopia? PET-scan?… Então perguntei a eles: – Já ouviram falar da Lei de Sutton? Os internos nunca tinham ouvido falar (nem os residentes). Então expliquei a eles, não sem contar Continue lendo

Discussão de casos clínicos: Vamos por partes?

Discussão de casos clínicos: Vamos por partes?

13 minutos  Este post é dedicado às ligas acadêmicas de Medicina de todo o Brasil. As ligas acadêmicas têm um valor inestimável para os estudantes, por se tornarem o lugar onde se aprende aquilo que as faculdades, por sua forma ou conteúdo, não ensinam. As ligas são excelentes quando se trata de criar um currículo paralelo. Discussão de casos clínicos e resolução de problemas são pontos altos e chaves para sua eficiência. Mas as discussões de casos clínicos têm que ser feitas de Continue lendo

Os 7 maiores desafios na avaliação do diabetes

Os 7 maiores desafios na avaliação do diabetes

11 minutos O diabetes mellitus (DM) é uma das doenças crônicas mais importantes para a saúde pública em todo o mundo, tendo em vista a sua prevalência crescente e sua associação com complicações graves e, muitas vezes, fatais. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), o DM é um distúrbio metabólico caracterizado por hiperglicemia persistente, decorrente de deficiência na produção de insulina ou na sua ação, ou em ambos os mecanismos, ocasionando complicações em longo prazo. O tipo mais comum é o Continue lendo