Vídeos

Vídeos sobre aspectos do raciocínio clínico e erros diagnósticos.

Webcaso #4: Continuação e diagnóstico

Webcaso #4: Continuação e diagnóstico

8 minutos Esta é a continuação do Webcaso #4: Um homem de 70 anos com febre. Muito obrigado a todos que participaram! Você pode assistir à discussão em vídeo logo abaixo ou, se preferir, pode ler o texto mais embaixo com nossos comentários e a resposta final do caso.    Continuação do caso O paciente tinha uma radiografia de tórax normal e uma ultrassonografia de abdome mostrou apenas aumento do volume da próstata. Foram colhidas várias sorologias, levando em conta sua epidemiologia (dengue, Continue lendo

Webcaso #2: Uma doença misteriosa

Webcaso #2: Uma doença misteriosa

1 minuto Semana nova, caso novo! Abaixo, apresentamos o início do Webcaso desta semana. Leia, reflita e depois clique no botão mais embaixo para acessar o questionário e enviar suas hipóteses diagnósticas. A continuação do caso com a resposta final será apresentada pelo Dr. Fabrizio Prado em uma live na próxima quinta-feira, 23 de abril, às 19h30. Após a live, o vídeo da discussão, contendo os comentários e a resposta final do caso, ficará disponível nesta página (já está disponível – veja abaixo!).   Continue lendo

Webcaso #1: Uma dor que não passa

Webcaso #1: Uma dor que não passa

1 minuto Discutir casos clínicos é uma ótima maneira de desenvolver suas habilidades de raciocínio clínico diagnóstico! Esta semana, trazemos mais uma novidade para você praticar. É o nosso primeiro Webcaso! A ideia é a seguinte: na segunda-feira, publicamos a apresentação inicial de um caso clínico, com um questionário para nossos leitores mandarem suas sugestões. Depois, na quinta-feira da mesma semana, publicamos a continuação do caso clínico com o diagnóstico final e os nossos comentários. Portanto, segue abaixo o início do caso clínico desta Continue lendo

Caso clínico interativo #6: Uma evolução inesperada

Caso clínico interativo #6: Uma evolução inesperada

1 minuto O caso clínico interativo desta semana foi enviado pelo Dr. Bruno Farnetano, professor de Clínica Médica da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e da UNIFAGOC, em Minas Gerais. Para participar, leia o resumo do caso clínico abaixo, veja as imagens e clique no link para o questionário do Google, mais abaixo, para enviar suas hipóteses diagnósticas. Ao final do questionário do Google, você encontrará um link para acessar a continuação do caso clínico, com o diagnóstico final e os nossos comentários sobre Continue lendo

Por que nos revoltamos? O cuidado acidental e a crueldade incidental

Por que nos revoltamos? O cuidado acidental e a crueldade incidental

10 minutos       “A crueldade é incidental; o cuidado, acidental.”   Talvez essa seja a principal frase do livro “Porque Nos Revoltamos” (“Why We Revolt”), do médico peruano Dr. Victor Montori, que trabalha há anos na Mayo Clinic, nos Estados Unidos.     É um livro duro e, muitas vezes, dolorido. Mas recomendamos fortemente que você o leia! Por que a recomendação? Simplesmente porque é necessário pensar sobre o que fazemos, e como estamos fazendo. E o livro guia você por essa Continue lendo

Vieses cognitivos: programados para errar

Vieses cognitivos: programados para errar

16 minutos  Uma das principais características da vida para nós, humanos, é que temos que tomar milhares de decisões todos os dias, sobre praticamente tudo. Para isso, usamos nosso conhecimento do mundo, nossas preferências pessoais e nossos processos mentais de raciocínio. Se você é um ser humano “normal“, você deve estar bastante convencido de que o seu raciocínio é imparcial, lógico e racional, e por isso você chega a conclusões corretas na grande maioria das vezes. Ao mesmo tempo, se você é um Continue lendo

[Infográfico] O passo a passo do diagnóstico difícil

[Infográfico] O passo a passo do diagnóstico difícil

2 minutos    O chamado diagnóstico difícil é um termo usado para referir-se a pacientes que, apesar de vistos e examinados por vários médicos, ou repetidamente pelo mesmo médico, ainda não têm um diagnóstico confiável o suficiente para a tomada de decisão de conduta. Esses pacientes ficam, muitas vezes, vagando por consultórios e hospitais por anos a fio, sem encontrar uma explicação para os seus sintomas que seja aceitável para o paciente e para o médico. Em geral, eles chegam à consulta carregando grandes Continue lendo