Nesta semana – depois do sucesso estrondoso do nosso I Congresso Brasileiro de Raciocínio Clínico! – retomamos nossos Webcasos quinzenais.

Desta vez, vamos tratar de uma queixa bastante comum – e uma doença nem tanto.

Dispneia é um dos motivos mais frequentes de atendimento médico e tem várias causas possíveis.

Por isso, é importante saber fazer um bom diagnóstico diferencial.

Veja alguns dados interessantes:

causas de dispneia webcaso 26 raciocinio clinico

Uma das possíveis etiologias da dispneia é uma doença pouco comum e pouco lembrada pelos médicos, que costuma demorar mais de 3 anos para ser diagnosticada.

Além disso, essa doença tem índices de sobrevida menores que muitos cânceres!

sobrevida webcaso 26 raciocinio clinico

E aí, já sabe de qual doença estamos falando?

Então não perca nosso Webcaso #26. Nesta semana, vamos discutir DOIS casos clínicos desta doença misteriosa. Vai ser nesta quarta-feira, 11/08, às 19h, no nosso canal do YouTube.

A apresentação inicial desses dois casos está mais abaixo.

O link para acessar a nossa discussão ao vivo está neste botão aqui:

Quer juntar-se à gente nas nossas discussões ao vivo?

Se você tiver interesse em incluir a sua liga ou centro acadêmico para interagir conosco ao vivo numa das próximas discussões, é muito fácil! 

Basta mandar uma mensagem para a gente pelo nosso Whatsapp, ou pelo formulário de Contato deste site, ou pelo email: contato@raciocinioclinico.com.br !

CASO 1: UMA CINTA APERTADA E UMA FALTA DE AR CRÔNICA

webcaso 26 uma cinta apertada e uma falta de ar cronica raciocinio clinico 800

Lúcia tem 40 anos e procura atendimento devido a falta de ar há cerca de 18 meses.

Ela está um tanto ansiosa e preocupada pois já passou por algumas consultas nesse intervalo de tempo, mas sem melhora.

Diz que além de obesidade e transtorno de ansiedade, tinha boa saúde, mas há 1 ano e meio fez cirurgia de abdominoplastia e após três dias, iniciou quadro de dispneia aos mínimos esforços e dor torácica que, em consulta com cirurgião, foram atribuídos ao uso da cinta e trauma pós-operatório. Usou ansiolíticos e teve alguma melhora.

CASO 2: EXERCÍCIO CURA TUDO?

Filomena é uma jovem de 23 anos que procura atendimento devido a falta de ar há 3 anos.

Fez consulta com clínico geral há 2 meses que orientou fazer atividades físicas, pois tratava-se de descondicionamento físico.

Ela tentou iniciar os exercícios, mas houve piora progressiva da dispneia, associando-se cianose e lipotimia aos esforços.